Curiosidade

Vídeo forte mostra comida sendo digerida

Comida Sendo Digerida

Este é um vídeo forte mostra comida sendo digerida, além disso, o nosso organismo funciona como uma máquina perfeitamente sincronizada.

É fascinante poder assistir ao corpo executar tarefas básicas, que ocorrem a todo o momento involuntariamente, como a digestão daquilo que comemos.

Comida Sendo Digerida

O canal televisivo National Geographic produziu o vídeo a seguir, divulgado pelo site IFL Science.

Para mostrar em detalhe todas as etapas deste processo, desde a entrada da comida pela boca e mastigação até sua chegada ao reto para ser excretada.

Como a Comida é Digerida?

A digestão começa na boca, com a mastigação e ação da saliva, que quebram e lubrificam a comida.

Os movimentos peristálticos são responsáveis por fazer a comida seguir seu caminho pelo sistema digestivo. Eles são tão poderosos que conseguimos comer de ponta-cabeça.

A comida entra no estômago e começa a ser esmagada pelo movimento dos músculos, ao mesmo tempo em que os sucos gástricos quebram o alimento.

A parede deste órgão é revestida por uma mucosa que impede que esses ácidos digiram o estômago em si.

Cerca de uma hora depois, o estômago expulsa a comida “quebrada” por um buraquinho chamado esfíncter pilórico.

O alimento, então, entra no intestino delgado, onde a maior parte dos nutrientes é digerida.

Primeiro, o pâncreas secreta sucos que neutraliza os ácidos estomacais.

Depois, a bile, produzida pelo fígado, quebra a gordura em pequenas gotículas – desta forma, são mais fáceis de serem absorvidas pelo intestino.

Depois de 1h30, o intestino delgado já absorveu a maioria dos nutrientes do alimento.

É hora de os restos seguirem em frente.

Eles adentram o intestino grosso através do esfíncter ileocecal, uma válvula que impede que a comida retorne por onde entrou.

O que sobra é uma mistura de restos de comida com células mortas da parede do estômago.

A principal função do intestino grosso é extrair água a partir disso.

Milhares de bactérias vivem aqui e produzem enzimas que quebram carboidratos que não conseguiram ser digeridos até então.

Finalmente, após cerca de 12 horas, o corpo expele aquilo que sobrou da refeição.

Sair da versão mobile