Vídeo Revela: Como Conquistar o Homem dos seus Sonhos e se Tornar uma Mulher IRRESISTÍVEL.

Coloque o seu e-mail:

Curiosidade Dicas de Saúde

Mitos e Verdades Sobre o Corrimento Vaginal

Mitos e Verdades Sobre o Corrimento Vaginal
2.7 (54.29%) 7 votes

Os Mitos e Verdades Sobre o Corrimento Vaginal são bastantes variados, pois todo Corrimento Vaginal é composta de líquidos e mucos da flora Vaginal, com bactérias e fungos que normalmente fazem parte da microbiota do nosso corpo, além de suor. Mas, até que ponto o Corrimento Vaginal não é preocupante?

Quando ela é clara, sem odores fortes e quando acontece, principalmente, na época da ovulação, é um Corrimento Vaginal absolutamente normal. Já um Corrimento com cheiro ruim e coloração variada, merece atenção especial de um ginecologista. Atitudes que podem causar Corrimento anormal e frequente são:

corrimento-vaginal-1Calcinhas Sintéticas: Usar calcinhas de tecido sintético impende que a vagina seja naturalmente arejada. Prefira opções de algodão, para usar frequentemente.

Excesso de Higiene: Nossa flora Vaginal é equilibrada, no entanto, o excesso de limpeza remove as boas bactérias e fungos, deixando as mais resistentes e ruins se proliferarem.

Depilação Excessiva: O procedimento de depilação íntima completo, quando muito recorrente, desprotege frequentemente a região da vulva, provocando infecções.

Protetor Diário Demais: Com a proteção exagerada, o ambiente Vaginal fica abafado, o que desequilibra a flora e pode causar Corrimento Vaginal.

Biquíni Molhado: Toda umidade favorece a proliferação de bactérias. O ideal é trocar a peça de baixo logo depois do banho de mar ou piscina.

Lenços Umedecidos: Eles só devem ser usados em situações emergenciais, mas não como parte da rotina diária de higiene.

Alérgenos: Perfumes, sabonetes, banhos de espuma e lenços umedecidos alteram o pH Vaginal e podem causar não só alergia, como Corrimento Vaginal indesejado.

corrimento-vaginal-2Baixa Imunidade: Quando as defesas do organismo não vão bem, o corpo tem dificuldade de acabar com bactérias e fungos invasores. Além disso, diabetes, estresse e uso de antibióticos, podem alterar o pH e a flora bacteriana protetora.

Roupas Apertadas: Peças de roupa que sufocam a região íntima e não favorecem em nada a ventilação necessária, desequilibram a flora Vaginal.

Desequilíbrio Hormonal: Quando os hormônios não estão funcionando em equilíbrio, quem pode sofrer com isso é a região íntima.

DSTs: Toda relação sexual sem proteção pode resultar em muitas doenças e, inclusive, no aparecimento do Corrimento Vaginal. Então nunca esquece da camisinha!

Compartilhe este artigo com suas amigas, é muito importante esta informação não parar de circular na internet.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.